quarta-feira, 1 de junho de 2011

Turno da Noite

 
Altas horas da noite...
As luzes da cidade estão acesas, e nas casas as portas encontram-se fechadas e trancadas. Isso supõe que a cidade dorme. Mas será esta a verdadeira realidade?
Quando o turno da noite chega, há mães que permanecem acordadas zelando por seus bebês;
Outras à espera do filho que ainda não voltou;
Há esposas esperando por seu marido que ainda não retornou;
E ainda é possível encontrar também mulheres de joelhos intercedendo pelos membros de sua família.
Mulheres são desrespeitadas... Crianças maltratadas...
O silêncio da noite parece inibir os sons da dor, da angústia, do desprezo e solidão.
Meus olhos podem não ver, e meus ouvidos podem não ouvir...
Mas há Alguém que tudo vê, que chora e se compadece e espera que a Sua dor seja a minha dor.
Preciso de ouvidos atentos para ouvir o choro da solidão, da traição.
Preciso ouvir o grito de socorro, que chama e anseia pela paz.
Meus olhos precisam ver as feridas da rejeição, do abandono.
E a noite parece não ter fim... Mas quando o Sol da Justiça raiar, ela findará.

5 comentários :

brunnribas disse...

Muito ... tocante esse post ... e ate que enfimmm aprendi a comenta...srrrs.....abcs Jaqueee

Josue Ribeiro disse...

Muito lindo seu post... Muito tocante! Deus te abençoe! Um abraço!

Adriana Brazil disse...

Que lindo amiga!
Você sabe a paixão que eu tenho com o sol, por causa da promessa Dele pra mim...
Lindo, lindo, acho que vc sempre escondeu sua poesia né?
Lindo...
bjão

PS. tem selinho pra vc no meu blog e uma postagem especial com o Alan, vai lá conferir deps ;)

Ministério de surdos disse...

Oi, Jacqueline

Foi muito lndo o seu blog. Parabéns! Gostaria muito diferente o seu cor de blog. Deus te abencoe muito grande com você. Um grande abraço Dilma

Ká Guimaraes disse...

Que lindo Jaque, veio do fundo isso hei? Nossa até me arrepiei srrs E a foto, é onde vc mora? que sol \o/ Amo por do sol srrs

Lindo mesmo.

bjkss
Ká guimaraes